28º Grande Prêmio Edisio Pereira: um 2.400 metros sem favoritos

terça-feira, 04/12/2018 | Autor: admin-jockey

Matéria: Francisco Mendonça

Foto: Karol Loureiro

 

Provavelmente o último páreo do ano no Jockey Club de Pernambuco, os 2.400 metros do 28º Grande Prêmio Edísio Pereira promete muitas emoções em seus mais de dois minutos de corrida. Favorito nesse páreo  não tem, mesmo com a presença do vencedor do 50º Grande Prêmio Bento Magalhães, Desejado Outplay, que  vai com a condução de Z.M.Rosa, mais uma vez abrilhantando uma festa do turfe pernambucano.

 

Palpites todo mundo tem, mas saber mesmo quem vai levar o troféu esse ano só quando o locutor narrar a tão esperada frase. “Cruzam a faixa final. Vamos aguardar o placar para confirmação da nossa transmissão!”. Então vamos tentar de alguma forma ajudar os turfistas a escolher ou talvez até botar lenha na fogueira:

 

Energia Gstaad foi quarto colocado no Bentão, mas não ostenta o melhor da sua forma.  Volta em páreo muito duro depois de sua sentida ausência no Grande Prêmio Manoel Medeiros.  Para reaparecer aqui deve ter melhorado alguma coisa.

 

Desejado Outplay venceu com muita sobras o Bentão 2018. Mudou de treinador e está uma pintura, apesar de ter deixado ração nos primeiros dias na nova cocheira.

 

Little Manduro, só para complicar a vida dos turfistas e deixar os responsáveis por o Desejado Outplay de cabelo em pé, venceu com uma “avenida” de vantagem o Grande Prêmio Manoel Medeiros, cravando o tempo de 131,2s para os 2.000 metros. Deu-se às mil maravilhas com a condução de W.Gomes.

 

No Ar, um dos melhores arenáticos do turfe brasileiro, foi o vencedor do Grande prêmio Paraná 2017 e vem de segundo para Ilustre Senado no Grande Prêmio Bento Gonçalves 2018, disputado no mês de outubro, no Hipódromo do Cristal/RS. Estreia respaldado por excelente campanha e chega ao Recife em boa forma, garantido mais emoção ao Edísio 2018.

 

Dr.Phelipe não foi bem no Bentão: chegou na última colocação a passo, mas não custa nada lembrar o Edisio Pereira 2015, quando Energia Groom chegou na última colocação e depois venceu o Bentão praticamente de bandeira a bandeira. Pra voltar nesses 2.400 metros, deve ter melhorado. Vai com a condução de J.Júlio, jóquei que vem atravessando excelente fase no turfe nordestino e na Gávea/RJ tinha segundo para o exportado e provável favorito do Grande Prêmio Ramirez/2019, Laurent, a pouco mais de dois corpos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *