Jorge Ricardo retorna ao Brasil em busca do recorde mundial de vitórias

quarta-feira, 31/01/2018 | Autor: admin-jockey

Matéria: Karol Loureiro – Revista Turf Brasil

Foto: Fernando Carvalho – Star Color

Domingo, dia 4 de fevereiro, o Hipódromo da Gávea (RJ) servirá de palco para mais um capítulo da história do turfe mundial e seu personagem principal será Jorge Ricardo. O carioca de 56 anos decidiu retomar a posição de líder mundial em vitórias junto com Russel Baze no local onde obteve a maior parte das suas futuras 12.844 conquistas.

A programação carioca já estava impecável com a realização dos Grandes Prêmios Estado do Rio de Janeiro (G1-1600mG) e Henrique Possolo (G1-1600mG), que correspondem as primeiras etapas da Tríplice Coroa de potros e potrancas, respectivamente, sendo que ter Jorge Ricardo buscando igualar o recorde mundial tornou ainda mais importante a data.

O Jockey Club Brasileiro (RJ) não mediu esforços para este grande evento e oferecerá diversas atrações aos turfistas e visitantes que forem assistir a este momento histórico do maior ídolo do turfe nacional. Estará acontecendo ao lado das pistas de corrida a Gávea Beer Truck, com diversas cervejas artesanais, muitas atrações gastronômicas e um espaço infantil.

A festa estará toda pronta para receber turfistas e visitantes interessados em vivenciar a história do turfe mundial no Hipódromo da Gávea através das mãos de Jorge Ricardo. A entrada é gratuita e espaço é o que não falta para atender a todos.

Jorge Ricardo tem 56 anos de idade e começou a montar aos 15, seguindo os passos do pai Antônio Ricardo. Apesar de estar atuando na Argentina desde 2006, Ricardinho reconhece que a maior parte de suas conquistas teve como palco o Hipódromo da Gávea e por isso não poderia deixar os torcedores brasileiros de fora deste momento histórico para ele e para o turfe mundial.

Na reunião carioca do próximo domingo, o jóquei estará no dorso de Fearofgod (1º páreo), Marco Polo (3º), Felka (4º), Equivalenza (6º), Lepate Goose (7º), Un Pingo (8º), Lisarb (9º) e Chall de Mer (10º). Até o fechamento desta edição, Ricardinho precisava de quatro conquistas para alcançar novamente o topo do mundo.

No ano de 2014, Ricardinho esteve no Recife, montou na programação do Grande Prêmio Bento Magalhães e não se fez de rogado: venceu nada menos do que quatro dos cinco páreos que disputou, abrilhantando a maior festa do turfe nordestino. Na foto acima, J.Ricardo, a “máquina de vitórias”, no dorso de Brilliant King que triunfou na milha do Grande Prêmio Pedro Allain Teixeira.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *