De Volta Ao Passado – 2001, o ano de Oidio, o craque do Stud 13.

quarta-feira, 26/06/2019 | Autor: admin-jockey

Por Chico Mendonça.

No De Volta ao Passado dessa semana vamos relembrar as duas vitórias mais importante  do animal Oidio, um filho de Badalado e Hetelia, criado nas terras do Haras Brasil. Sociedade Civil LTDA, que por varias vezes trouxe muitas alegrias para os titulares  do Stud 13. Trazido para o Recife com apenas algumas colocações no eixo Rio São Paulo,  Oidio foi um dos animais que se destacaram no turfe pernambucano ao vencer no mesmo ano, 2001, os dois grandes prêmios mais concorridos do turfe nordestino. Grandes Prêmios Edisio Pereira, e o Bento Magalhães.

Na primeira foto, Oidio é recebido com muita festa na foto da vitória após o grande feito no Grande Prêmio Edisio Pereira, na tarde do domingo 18 de novembro de 2001. Apresentado na raia pelo treinador M.P.Silva, Oidio teve a condução do jóquei G.T.Silva. os 2.400 metros foi percorrido pelo vencedor non tempo de 162.8s.

Agachado, o titular do Stud 13, Paulo Pereira e amigos comemoram a vitória de Oidio no GP. Edisio Pereira.

Um mês depois, no dia 16 de dezembro de 2001, os titulares do Stud 13 apostaram todas as  fichas no craque da cocheira que de forma brilhante não deu chance aos adversários e levantou a 33ª Edição da maior prova do turfe nordestino o Grande Prêmio Bento Magalhães, que teve o maior numero de animais inscritos. 16 animais largaram da seta dos 2.400 metros, e Oidio, mais uma vez conduzido pelo jóquei G.T.Silva, e treinado por M.P.Silva, cruzou a linha de chagada em primeiro lugar derrotando Touch And Go, do turfe cearense. O tempo dos 2.400 metros foi de 163.6s.

Foi um verdadeiro carnaval a vitória de Oidio na 33ª Edição do GP. Bento Magalhães.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *