Retrospectiva do turfe pernambucano – 2017  parte II

quinta-feira, 21/12/2017 | Autor: admin-jockey

Matéria: Francisco Mendonça

Julho.

– Depois de um ano fora de atividade, o jóquei Fábio Silva volta a montar na Madalena.

–  A temporada começou no dia 09 de julho com mais uma realização do XXº Clássico Roberto Sá.

– Foi mais uma tarde de muitas emoções e casa cheia no Jockey Club de Pernambuco, com a realização do XX Clássico Roberto Sá, disputado na distância de 1.900 metros. Mesmo com muita chuva caindo durante toda à tarde na capital pernambucana, o publico não arredou o pé do hipódromo, para ver a sensacional vitória da égua Sempre Bem, do Stud R&R, que levantou de bandeira a bandeira o Clássico Roberto Sá, principal páreo da programação.  Foi uma tarde de muitas surpresas com muitos favoritos fracassando e azarões dando as cartas e bons rateios para quem gosta de arriscar em pules de azarão. Foi o que aconteceu no 2º páreo com a égua Pechê Melba, Stud Corte Real, que derrotou os favoritos Fahir e Don Grato, proporcionando o melhor rateio da reunião.  R$. 18.10, na pule de vencedor, e a dupla exata com Faihr, teve o bom rateio de R$, 145.50, para cada real apostado.

– No 6º páreo,  Chamada Especial, Cleonice Pereira Franco de Sá, disputada na distancia de 1.500 metros, foi vencida pelo estreante Regal  Ares, do Stud São José dos Bastiões. De bandeira a bandeira, o filho de Pionering (USA) e Blue True, conduzido por J.Júlio, cravou 93.7s, igualando ob Record da distância que pertence ao cavalo Camp Now, do Stud 13.

– No primeiro páreo, registro para a tranqüila vitória de Emiretes CLass, com a condução do aprendiz W.Xavier. Vamos na Ponta formou a dupla.

– No 3º páreo, o favorito Chilly Willy, não teve perna para alcançar Miss-Music, que muito bem conduzida por W.Gomes,  em substituição a H.Lopes, foi mais uma surpresa da reunião.

– Também de bandeira a bandeira, o alazão do Stud Amanda & Luana Moleca, Magick Brooklin, deu as cartas no 4º páreo, deixando o favorito Imprudent Marsh na formação da dupla. Nicanor, não foi apresentado.

– Na prova de velocidade, Chamada Especial, José Vicente de Araújo, Sulamericano não teve a menor  dificuldade para derrotar Xuxu Malandro,e o estreante Dash For Seler que brigaram pela dupla até os metros finais, com Xuxu Malandro levando a melhor.

– No páreo reservado apara os animais da raça pônei, a vitória ficou com a favorita Mirela, com a condução de Antony Cardoso. Flexa Dourada formou a dupla.

– Os estreantes  da programação foram. Jazzanova, Louco e Marvado, Fala Maluco, Gata Mimada, Dahs For Seller, Taquetaquetadanado, Regal Aires, Tchê Barbaridade e Beijart.

– A segunda corrida da temporada foi realizada no dia 30/07.

-Com a condução do aprendiz W.Xavier,  Emiretes Class  venceu o melhora páreo da programação que foi disputado na distância de 1.100metros. Salud Y Plata formou a dupla. O estreante Lord D’Anafer, favorito absoluto, ficou na quarta colocação.

– No primeiro páreo, Chilly Willy, com a condução de J.Júlio, não teve dificuldades para cruzar o espelho na frente. Pechê Melba formou a dupla.

-No 2º pareo, vingou o favoritismo de Magic Brooklin, também com a condução de J.Júlio.  So Yes formou a dupla.

– No 3º páreo, o alazão Fahir foi retirado pela comissão de corrida, que alegou o não cumprimento do horário de chegada ao padock.  A estreante Madame Estrela venceu,  e Vamos na Ponta na formou  a dupla.

– Na prova reservada para animais da raça pônei, a favorita Mirela venceu com Flexa Dourada na formação da dupla.

Agosto

– Apenas uma reunião foi realizada no mês de agosto. XXVII Grande Prêmio Edisio Pereira.

– Show de Capanegra e Anderson Paiva no Grande Prêmio Edisio Pereira. O conjunto Capanegra, animal de propriedade do Stud Magi, e o Jóquei  pernambucano Anderson Paiva, foram imbatíveis nos 2.400 metros da XXVII Edição do Grande Prêmio Edisio Pereira, principal páreo da excelente programação do Jockey Club de Pernambuco, que mais uma vez recebeu um excelente publico e ilustres convidados do turfe brasileiro.

– O castanho Reagl Ares se manteve invicto no areão da Madalena, ao levantar  o Clássico Antonio Alves Pereira, disputado na distancia de 1.700 metros.

– Sulamericano foi o melhor entre os velocistas. No primeiro clássico da programação em 1.200 metros, Clássico Carlos Martins de Medeiros, o castanho Sulamericano, de propriedade do Stud São José dos Bastiões, não teve grandes dificuldades para com os seus adversários. M.Oliveira deu um show a parte na condução do vencedor.

-Leandro Henrique, Carlos Lavor e Anderson Paiva, são as atrações entres os jóqueis visitantes que atuaram na programação do GP.

 

 Aprendiz Vitória Mota é homenageada no páreo de pônei.

– Estrearam na programação os animais. Presente da Noite, que sofreu um grave acidente na partida e sendo sacrificada. Marina Del Sol, Xow Fortune, Saladino Warrion, Love You, Ayres Do Jaguaretê, Three Wise Man,  e Filho da Luz.

 

– Após a realização do Grande Prêmio Edisio Pereira, os jóqueis Alan Maciel e Wesley Gomes trocam a Madalena por Cidade Jardim.

 

 

Setembro.

– No dia 10.09. 2017, o turfe pernambucano volta a realizar corridas com cinco páreos de animais PSI, e um reservado para animais da raça pônei.

– Depois do fracasso na milha do Clássico Antônio Alves Pereira, o tordilho Fernando, embora correndo em turma mais amena, não tomou conhecimento dos adversários e venceu o principal páreo da programação no tiro de 1.600 metros.

– O destaque no páreo de abertura foi a vitória de bandeira a bandeira da potranca Light Moom, do Stud 13, com a condução do bom aprendiz W.Xavier.  Pêche Melba formou a dupla, com a franca favorita Marina Del Sol ficando na trifeta.

– A nota triste da programação foi a mau súbito que teve o animal Orson, na altura dos 200 metros finais do 2º páreo. ]

– Saladino Warror, que mudou de cocheira, derrotou o favorito Lord D’Anafer.

– Suave Kick, mais uma vez não teve dificuldade para chegar na foto da vitória. Venceu fácil e mostrou que tinha vaga pra mais.

– Noivo Charmoso também voltou a frequentar o parque das flores. Derrotou Dash For Saller e Salud Y Palta em final de muito rigor com a tocada precisa de F.H.Costa.

– Na prova reservada para animais da raça pônei, Policarpo, com Antony Cardoso não deu susto e levou de bandeira a bandeira. Fenix formou a dupla com Cau em terceiro.

– Depois de 10 anos  trabalhando no turfe carioca, onde atuou no hipódromo da Gávea e em vários centros de treinamentos, o jóquei Patrício Barroso Braga, voltará a atua no turfe pernambucano onde sempre foi destaque.

– O jóquei cearense J.Júlio, radicado há mais de 15 anos no turfe pernambucano sofreu uma grave acidente nos treinos matinais. Júlio estava galopando o animal  Buckbeak, do turfe cearense, quando o mesmo rodou com ele na altura da grande curva, seta dos 600 metros. Com  fratura na clavícula, Júlio foi levado para UPA (Unidade de Pronto Atendimento) localizada no bairro dos Torrões, e depois transferido para o hospital, Getulio Vargas.

Outubro

– No dia 01 de outubro é realizado o IX Grande Prêmio Marco Sire Cortez, na distância de 2000 metros. Prova que serviu de preparatória para o grande prêmio Bento Magalhães.

– Mais um aprendiz estreia na Madalena. Juan Pablo Marques de Lima Lemos. J.P.Lemos.

– O turfe pernambucano viveu uma tarde de surpresas, choro e emoção na programação do XI Grande Prêmio Marco Sire Cortez, programação que serviu de preparação para o Grande Prêmio Bento Magalhães, a maior prova do turfe nordestino.

– As surpresas foram as vitórias de Louco e Marvado no 1º páreo, e Three Wise Man, no principal páreo da reunião. O choro foi do jóquei A.Siqueira, que foi desclassificado no 3º páreo, montando Saladino Warrior, e no cânter do 4º páreo o estreante Rancho America disparou no cânter.  Quando vinha andando para o padock derramando lagrimas,  A.Siqueira recebeu o paio e carinho de algumas pessoas  que estavam na grade próximo a raia. E moção não faltou, mas a vibração do titular do Stud Corte Real, Bruno Corte Real, com a vitória de Hiper Negro no 5º páreo,  a vibração do aprendiz W.Xavier ao conquistar sua primeira vitória clássica no dorso  de Three Wise Man, no páreo principal não poderia passar em branco, assim como a tocada do jóquei mirim João Victor (Dom Babito), segundo colocado no páreo dos animais da raça pônei. Garoto de um talento extraordinário.

– Dia 29 de Outubro, é dia de Bento Magalhães, mais uma vez o turfe pernambucano é premiado com um grande publico e uma linda festa.

– A programação é transmitida ao vivo para todo o Brasil, através da TV Jockey de São Paulo.

– Capanegra volta a brilhar e conquista a 49ª edição do Grande Prêmio Bento Magalhães, a maior prova do turfe nordestino.

– O Jóquei H.Melo conduziu o vencedor que foi apresentado em excelente estado de corrida pelo treinador Jaime Lemos, que pela quarta vez escreve o seu nome na galeria de honra dos vencedores do grande prêmio Bento Magalhães. Venceu com,  For Comodites em 1999, Blackson, em 2002, e Capanegra em 2016 e 2017.

– Com a espetacular vitória de Capanegra, o Stud Magi (Dr. Giovani Magi), entra para o seleto grupo de proprietários que venceram três edições do Grande Prêmio Bento Magalhães. Blackson, em 2002, e Capanegra em 2016 e 2017

– O Jóquei H.Melo vence pela primeira vez e escreve o seu nome na galeria de honra dos vencedores do Grande Prêmio Bento Magalhães.

– -2017 – Houve alteração na denominação do grande prêmio Pedro Allain Teixeira, passando a ser Grande Prêmio Pedro e Gilson Allain Teixeira.

– Fernando, tordilho do Stud R&R, que já havia vencido em 2016, entra para o seleto grupo dos animais que venceram a milha em duas edições. Em 2016 a condução foi de A.Queiros, e 2017, com F.H.Costa.  Em 2015, na mesma prova, Fernando caiu logo após a partida. J.T.Silva, era o jóquei de Fernando.

-Na reta de chegada o cavalo Hiper Negro (P. Barroso) sofreu uma grave lesão e parou na raia.

– Com a segura tocada do pernambucano Alan Maciel, Sulamericano venceu o grande prêmio Romeu Medeiros. El Bacan  formou a dupla.

– Jóquei P.Barroso foi punido com 225 dias de suspensão.

–  Também foram punidos com suspensões os jóqueis F.Sales e F.H.Costa, 45 dias cada. O jóquei A.Siqueira, pegou uma corrida e o treinador W.Santos, também pegou  45 dias.

– Os titulares do Stud R&R anunciam o afastamento da raia da égua Sempre Bem. Segundo foi informado, que a filha Vettori (IRE) e Ilha Grande (USA) sofreu uma forte lesão no joelho direito.

Novembro

– Cinco potros da geração 2014, do Haras Depiguá,   filhos de Starman, Recompensado e Oldfriendsforever, são trazidos para o  Jockey Club de Pernambuco.

– Foram trazidos os animais.    Gil Maravilha (Oldfriendsforever e Friend For Ever)  adquirido pelo Stud Amanda & Luana Moleca, Goulard (Starman e Xica Danz), Stud Corte Real. Garota de Gravata (Recompensado e Caá Cati) adquirido pelo Stud C.M.L.-Recife, Garapa do Sertão (Starman e Nat Jens) Adquirido pelo Stud Imperial e Gigante de Gravatá (Recompensado e Lununa), que  não foi negociado.

 Turfe nordestino de luto. Morreu a presidente do Derby Clube Sobralense, Viviane Aguiar. A Dama de Ferro do turfe sobralense, não resistiu a um tumor na região do esmago. Viviane Aguiar estava no segundo ano da sua administração a frente do Derby Sobralense, onde sempre foi uma batalhadora por dias melhores para o turfe de Sobral. Vivi, como era carinhosamente chamada por uma grande legião de turfistas em todo o Brasil, deixa um grande exemplo de amor ao turfe, aos animais e respeito aos profissionais que ela sempre tratou com muito carinho.

– O mês de novembro teve apenas uma corrida. A XVIª Edição do Grande Prêmio Manoel Medeiros.

– A programação da XVIª edição do Grande Prêmio Manoel Medeiros  formou com sete páreos e teve  algumas modificações. O principal páreo que seria na distancia de 2000 metros, passou para 1.800 metros, formando com a inscrição de seis competidores.

-O castanho, Taquetaquetadanado, um filho de Top Hat e Free To Love, de propriedade do Stud São José dos Bastiões foi o grande vencedor da XVIª Edição do Grande Prêmio Manoel Medeiros, que mais uma vez levou um grande publico ao hipódromo da Madalena.

-O Franco favorito Capanegra, extraordinário cavalo do Stud Magi, que dias atrás tinha ganhado o Grande Prêmio Bento Magalhães, sentiu a diminuição da distância, mas  conseguiu formar a dupla que por pouco não ficou com Tchê Barbaridade, também do Stud São José dos Bastiões.

– No Clássico Renato frota parente, disputado na distância de 1.200 metros, o favorito Sulamericano sentiu a sobrecarga de 59quilos, e a vitória ficou com El Bacan que fez uma excelente corrida com a condução de H.Melo. O tempos dos 1.200 metros foi de 73.4s.

 Um fato inusitado aconteceu no páreo reservado para animais da raça pônei.  O animal Pelezinha, com Antony Cardoso  venceu a corrida com Flexa Dourada em segundo, Policarpo em terceiro e Curió em quarto. Como três animais não largaram, foi realizada uma segunda corrida com a vitória de Guerreira, com Paulo Sérgio no dorso.  Segundo, Flexa Dourada, com Thaysa Marques, terceiro Pelezinha, Antony Cardoso e Curió em quarto, com um show de montaria do jóquei mirim João Victor (Dom Babito). Houve muito choro do vencedor da primeira largada e o publico que ficou desorientado porque não foi avisado da segunda largada.

– A comissão de corridas presidida pelo comissário Ciro Feitosa entregam o cargo.

Dezembro

– Jockey recebe a segunda geração de potros criação do Stud Remar. Os animais trazidos para Madalena foram. Birinight, Filha de Redatore e Sarada, Inima, filha de Oldfriendsforever e Heredis, Vocevaiver, filha de Tank Boy e Vedrai e Gol Coast, também filho de Tank com a égua Bondosa. A previsão para estreia dos potros é para os meados de 2018.

– O jóquei F.H.Costa deixa o Recife e decide retornar para o turfe sobralense.

– Com muita dificuldade a comissão de corrida que assumiu provisoriamente tem muita dificuldade para formar a última programação do ano.

-No dia 17 de dezembro é realizada a última reunião de 2017.

– São realizados quatro páreos de PSI, e  uma prova reservada para animais da raça pônei.

-No páreo de abertura, o pernambucano Alan Maciel levou o castanho Lepo-Lepo para o disco derrotando em grande estilo o favorito Nicanor. No segundo páreo, só deu Emperor Rush, com Marina Del Sol na dupla. No terceiro páreo, o castanho Saladino Worrior venceu mais uma linda carreira indo a terceira vitória consecutiva.

– No último páreo da programação, o castanho Suave Kick, conduzido por A.Siqueira derrotou o favorito Fernando, que teve a condução de Alan Maciel.

– No páreo reservado aos animais da raça pônei, Pelezinha confirmou o favoritismo com Flexa Dourada na formação da dupla.

– No final da programação, a direção do JCPE, através do presidente Rinaldo do Rego Barros, agradeceu a todos os  proprietários, profissionais e  turfistas pela colaboração durante todo o ano de 2017, desejando um Feliz Natal, e um Feliz Ano Novo, esperando formar boas corridas já na primeira semana de janeiro.

– Com as três vitórias na programação de encerramento, o jóquei Alan Maciel passou a liderar as estatísticas com 12 vitórias. Em segundo ficou o F.H.Costa, com nove vitórias. O aprendiz W.Xavier aparece em terceiro com 08 vitórias.

– Entre os treinadores M.Ferreira vai termina o ano na liderança com 09 vitórias. J.R.Cifuente ficou em segundo com 08 vitórias, e M.L.Maciel em terceiro com 06 vitórias.

– Entre os proprietários a liderança é do Stud São José dos Bastiões com 09 vitórias. O Stud R&R vem em segundo com 05 vitórias e em terceiro o Stud Parente de Sobral com 04 vitórias.

– Com a vitória no 3º páreo da última reunião, Saladino Worrior passou a liderar entre os animais com 04 vitórias. Sulamericano, Suave Kick, Marina Del Sol, estão empatados em segundo com 03 vitórias cada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *