Grande Prêmio Bento Magalhães através dos anos.

terça-feira, 27/10/2020 | Autor: admin-jockey

Por Chico Mendonça.

1964 – O Grande Prêmio  Bento Magalhães foi  idealizado pelo turfista Mauro Pugliese Branco e  disputado pela primeira vez no dia  no dia 25 de Outubro de 1964. Até hoje é considerada a maior prova do turfe nordestino. O Cel. Bento Magalhães foi um dos grandes incentivadores do turfe pernambucano tendo assumido inúmeras vezes a presidência do Jockey Club de Pernambuco.

– O Cavalo GEITOSO, sob a direção do Jóquei J.Viana, e preparado pelo competente J.R.Araújo, foram os primeiros a escrever seus nomes na galeria de Honra dos vencedores do Grande Prêmio Bento Magalhães. BLACK ORION também do turfe cearense formou a dupla enquanto o representante do turfe pernambucano GALBION, ficava em terceiro.

-O cavalo GEITOSO foi registrado no Stud Book Brasileiro com a letra G, e não J. Muitos jornalistas escreveram seus textos grafando o nome de “Geitoso” com a letra “J”

1965 – O tufe cearense voltava a brilhar com mais um sucesso no Grande Prêmio BENTO MAGALHÃES. O jóquei J. Viana, volta a brilhar na disputa da magna prova desta feita no dorso do craque SONG que foi preparado por D.Farrapo, defendendo desta vez a farda do Derby Club Sobralense. Sanjo, do turfe pernambucano ficou em segundo na disputa dos 2.400 metros do percurso.

 

1967 – O Grande Prêmio Bento Magalhães volta a ser disputado em 29 de outubro de 1967. Já que em 1966 uma grande enchente danificou as dependências do hipódromo da Madalena, impossibilitando a disputa da prova que já começava a despertar os interesses dos turfistas da região. A vitória desta vez ficou com os pernambucanos do Stud Marcelo, Vanildo Marója e Clovis Bráulio Carvalho proprietários de AFETO que teve a condução de Ginaldo Correia e o treinamento de Manuel Rocha (Nuca). DJAGO também do turfe pernambucano formou a dupla. O páreo foi disputado em 2.400 metros.

1969 – Novamente a disputa do Grande Prêmio BENTO MAGALHÂES é interrompida, voltando então a ser disputada em 9 de novembro de 1969. MILETO que foi montado pelo jóquei Manuel Bezerra da Silva (Bequinho), leva os pernambucanos a comemoração de mais uma vitória na magna prova. MILETO era de propriedade do Stud Pra Frente, e treinado por A.Caetano. Em segundo ficou PATCHOULY também do turfe pernambucano.

1973 – Uma nova paralisação na disputa do tradicional Grande Prêmio BENTO MAGALHÂES. Está a maior de todas, O Bentão como já era chamado, só voltaria a ser disputado no dia 28 de outubro de 1973 na distância de 2.700 metros, com a vitória de São Nicolau, dirigido por   Francisco Oliveira e treinado por Manuel Rocha. Defendendo a farda do engenheiro Roberto Nogueira Lobo. STATIM formou a dupla.

1974 – Em 1974, a sexta disputa do Bentão, era vencido por KORÓS do Stud Serrote representando o turfe cearense, coube ao Jóquei José Onofre a condução do vencedor e o preparo ficou por conta do Francisco Augusto. Neste ano a distância foi reduzida para 2000 metros.

1975 – Em 1975, FOKY sob a monta de Jairo Martins se tornou a grande surpresa ao vencer o Bentão defendendo a farda Ouro Bolas Preta do Stud Bongy, (hoje Haras Bongy). Jarbas Martins de Medeiros era o treinador. ALAMEN ficou com a formação da dupla.

1976 – A Vitória, mas fácil de um parelho no Bento Magalhães, aconteceu em 1976 com o cearense WALLADON dirigido por E.B.Queiroz, que viera da Gávea  apenas para montar o defensor  do Stud Arruda & Sampaio.  José Viana, vencedor dos dois primeiros Bento Magalhães, desta vez voltava ao topo do vencedor na categoria de treinador.

1977 – No dia 30 de outubro de 1977, aconteceu o único empate da história do BENTO MAGALHÂES.  Justamente entre os pernambucanos ADÔNIS do Stud MM, e ANDERSON do Stud Guararapes.  Coube a Jairo Martins montar ADÔNIS e Jarbas Martins treinar. Já o pupilo do Stud Guararapes teve a condução de chileno Jaime Ramirez e o treinamento de Isaias Ferreira.

1978 – O craque UNISSONO do Haras Serra Negra de propriedade de Raul Lopes Bandeira de Melo, tinha chegado ao Recife de avião para disputar com chances, o Bentão de 77 mais fracassou e só conseguiu vencer a magna prova no ano seguinte (78), com a direção do bridão José Ribamar Silva (Babá). J.G.Sobral foi o treinador.

1979 – ARCHIMEDES. Leva o Stud Guararapes juntamente com o chileno J. Ramirez e o treinador Isaias Ferreira a mais uma vitória no Bentão. O cearense FARAMON, chegou em segundo. Este páreo foi corrido na distância de 2.200 metros, e foi transmitido ao-vivo pela TV Universitária e pela Rádio Jornal do Commércio, e também contou com a transmissão do locutor pernambucano Ernani Pires Ferreira radicado no hipódromo da Gávea.

1980 – Em 1980 o desacreditado ILOZONE representando o Stud Arruda & Sampaio do turfe cearense volta a vencer o Bentão. O Jóquei foi V.Souza e o treinador F.Augusto.

1981 – Montado por E.R.Ferreira, Short Lancer, de propriedade do Std Gen’s, foi o grande vencedor do Grande Prêmio Bento Magalhães.

1982 – Em 1982, o turfe baiano se fez presente pela primeira vez na disputa do Bentão. JADO montado pelo jóquei Nilson Cunha (N. Cunha), foi preparado por  Francisco Teixeira, garantido a vitória para os baianos, em segundo chegou COME  ONE  do turfe cearense que era o fraco favorito e por pouco os baianos  não conseguiram a formação da dupla, já que o tordilho JIPINAL, chegou em terceiro apertando o segundo colocado. JADO de propriedade do Stud Farm.

1983 – SHORT LANCER foi o primeiro animal a vencer por duas vezes o Bentão. Ganhou em 1981, e voltou a vencer em 1983. Em 81, SHORT LANCER foi montado pelo carioca Eriton Ribeiro Ferreira (E.R.Ferreira), e treinado por M.D. Santos.  Já em 83, coube ao gaúcho Claudionor Bitencurt (C.Bitencurt), levar o representante do Stud Gen`s  a vitória e o treinador foi  D.M.Barbosa.

1984 – Em 1884, com todas as dependências do Jockey Club de Pernambuco lotadas, o castanho Lord de propriedade do Haras Cariri, venceu o Grande Prêmio Bento Magalhães, em uma reta final impecável do jóquei J.Silva, que amparou com muita categoria a forte atropelada de Perdomo pela cerca externa. Perdomo teve a montaria do jóquei S.Moreira e era de propriedade do turfista Leônidas Arruda.

– A primeira jóqueta a participar de um Grande Prêmio Bento Magalhães foi Rosana Frassini (R.Franssini), que montou Short Lancer, que mesmo desacreditado na bolsa de aposta, tentava vencer o Bentão pela terceira vez.

1990 – Em 1990 segundo a crônica esportiva aparecia no Jockey Club de Pernambuco um dos melhores cavalos em campanha no turfe brasileiro. Tratava-se de DANGER HOUSE, que foi trazido pelo Stud Internacional, para correr e vencer o Bentão.  Mais uma vez o chileno Jaime Ramirez conquistava um BENTO MAGALHÂES e desta vez também como treinador.

1991 – Em 1991, um dos melhores Jóqueis do turfe brasileiro Albenzio Barroso, escreve seu nome na galeria de honra dos vencedores do Grande Prêmio BENTO MAGALHÂES. Barroso levou FOR COMMODITIES do turfe cearense a uma vitória das mais lindas da história do Bentão.  O favorito EMPEROS SHANDOW do Stud Ouro Preto – hoje Gold Black. Teve os seus arreios quebrados durante o percurso o jóquei Ivan Quintana mostrou toda a sua habilidade como jóquei evitando assim o que poderia se tornar em um grave acidente.

1992 – Léggio, do Stud Internacional, treinado e montado pelo chileno Jaime Ramirez, torna-se o primeiro cavalo tordilho a vencer o Grande Prêmio BENTO MAGALHÂES.

1993 – Em 1993, aparece o cavalo DIABLE AU CORPS para repetir o feito de SHORT LANCER, vencer o Bentão em duas edições. Em 93 com G.T.Silva, e em 94 com Nelito Cunha no dorso. M.Ferreira foi o treinador nas duas edições.

1995 – Em 1995 o cavalo MILWAUKEER com F.Benone no dorso, estabelece o novo Record para a distância do Bentão cravando o tempo de 158.4s (2.400 metros).

1996 –Em  1996,  aparelha do Stud Lobão vence o Bentão,  o jóquei  F.Sales  também escreve o seu nome na lista dos vencedores da magna prova ao substituir o jóquei G.T.Silva que acabava de sofrer um acidente na pista da Madalena com o cavalo OROSCO,  também do Stud Lobão uma prova antes do Bento.

1997– No ano seguinte em 1997, G.T.Silva, volta a vencer  o BENTO MAGALHÂES desta vez no dorso do potro IMPER DANCER  do Stud  R&R.

1998 – O Grande Prêmio Bento Magalhães, teve mais uma vez a sua distância reduzida para 2000 metros gerando muita polemica no Jockey Club. A vitória ficou com HEAVELING MUSIC do Haras Santos Rios (Vanildo Maroja)  a condução foi de J.Silva (Babá), e o treinamento de A.Alves.

1999 – Em 1999, A distância foi de 2.200 metros. O representante do Stud Carolina & Wilson venceu a prova com a condução do pernambucano G.T.Silva, Depois de uma reta bastante brigada e polemica com o representante do turfe cearense Touche And Go, do Stud Magi.

2000 – No ano 2000 O Bento Magalhães volta a ser disputado na sua tradicional distância 2.400 metros. A vitória é de BY VEER com Francisco Benone no dorso. Alexandre Magno Bezerra foi responsável pelo preparo do vencedor.

2001 – O pernambucano G.T.Silva, se torna tetra campão do Bentão, ao levar a magna prova com o alazão do Stud 13, OIDIO. Nessa edição, o Bentão teve o maior numero de participantes, 16 animais disputaram o grande prêmio sendo este um dos Bentos mais concorridos de toda a história da magna prova.

2002 – Depois de dez anos sem vencer o BENTO MAGALHÂES, os cearenses volta a comemorar uma foto desta vez com BLACKSOM, do Stud Magi venceu de ponta a ponta com B.F.Clarindo no dorso.

2003– O cearense não deixa a peteca cair no dia 30 de Novembro de 2003, OMEDETÔ, animal do Stud Sampaio, vence com a condução de J.Viana Jr. E o treinamento de Francisco Viana, filhos do ex-Jóquei José Viana que venceu as duas primeiras edições do BENTO MAGALHÂES.

2004 – O Stud Cortez (Marco e Márcio Cortez), escreve o seu nome na galeria de honra do Grande Prêmio Bento Magalhães com o alazão Nível conduzido por S. Moreira e treinamento de A. Magno.

2006 – Em 2006, o Grande Prêmio Bento Magalhães tinha tudo para voltar para as mãos dos cearenses se não fosse o prejuízo causado pelo jóquei M.Aurelio no dorso de Lumache ao animal Mandado nos 150 metros finais. O jóquei Nelito Cunha soube tirar proveito da situação e levou Power Dixie a vitória nos 2.400 metros do Grande Prêmio Bento Magalhães.

2007 – O Stud Cortez volta a vencer um Bento Magalhães desta vez com Hi Societry que também levou o Bentão de 2008. O Stud Cortez, passou a ser o recordista de vitórias na categoria de proprietários, e o jóquei S.Moreira foi o único a ganhar três Bentos para o mesmo Stud.

2008 – A joqueta Josiane Goulart, torna-se a segunda jóqueta a disputar o Grande Prêmio Bento Magalhães. A primeira foi Rosana Fransine de Almeida em 1984, montando o Short Lance.

2009 – O Jóquei F.Davidson, vence o Grande Prêmio Bento Magalhães com o tordilho Recompensado da Coudelaria FBL. Barrosinho como é mais conhecido no turfe pernambucano, começou montado nas corridas de pôneis e após uma temporada na escola de formação de jóquei do Jockey Club de São Paulo, voltou pra atuar na sua terra natal.

2010 – Em 2010, F.Davidson tinha tudo para ser Bicampeão do Grande Prêmio Bento Magalhães montado o alazão tango Arrabalero do Haras Bongy. Bastante prejudicado por Forever Friends (M.Platini), F.Davidson  viu a vitória cai nas mãos de J.Júlio no dorso de Istambul do Stud Silver Blue Star.

– Quatro jóqueis prata da casa participaram da disputa do Bento Magalhães. F.Davidson com tango Arrabalero do Haras Bongy, M.Oliveira com El Herdeiros do Stud 13, M.Platini,  Forever Friends,  Stud 3 Irmãos e S.Paiva Jujuy do Stud São José dos Bastiões.

2011 – Jairo Martins vence o primeiro Grande Prêmio Bento Magalhães como treinador. O mesmo já havia vencido duas edições como jóquei. Foky em 1975 e Adonis em 1977 no empate com Anderson (J.Ramirez).

– Após 10 anos, Tatamovitch repete o feito dos animais Havely Music (1998), e Oidio (2001) ao vencer o Grande Prêmio Edísio Pereira e o Bento Magalhães no mesmo ano.

– Com a vitória de Tatamovitch, Jairo Martins se iguala aos treinadores A.Alves e M.P.Silva, vencendo o Edisio Pereira e o Bento Magalhães no mesmo ano.

– É inaugurado o espaço “Galeria de Hora dos Vencedores do Grande Prêmio Bento Magalhães, com a foto da chegada batida pela reporte karol Loureiro.

2012 – Depois de nove anos sem saber o que é vencer um Bento Magalhães, os cearenses voltam a comemorar em grande estilo com a sensacional vitória de Super Purse, com a segura condução de Z.M.Rosa. O treinador Paulo Nascimento junto com o jóquei Z.M.Rosa, Tem os nomes incluídos na galeria de honra dos vencedores do grande Prêmio Bento Magalhães.

 2013 – A disputa do Bentão 2013 foi bastante polemica. Os animais Ifigênio e Tank Boy chegaram travando uma sensacional luta pela raia de fora. No final Ifigênio, com M.Oliveira no dorso cruzou o espelho com a vantagem de meio corpo para Tank Boy. Houve reclamação do jóquei M.Silva e dos titulares do Stud Remar, de possíveis prejuízos ao cavalo Tank Boy. A comissão de corrida decidiu pela desclassificação de Ifigênio, o que gerou muitas insatisfações de parte do publico e também dos titulares do Stud São Nicolau & Benevides.

2014 – O melhor jóquei do mundo, o brasileiro Jorge Ricardo, a maior atração do festival do 46º Grande Prêmio Bento Magalhães deu um verdadeiro show na pista da Madalena, e encantou o publico com sua simpatia. Desde a sua chegada ao hipódromo às 13h30min, Ricardo foi bastante assediado pelos turfistas e aplaudido pelo publico assim que pisou no padock.

– No cânter da primeira prova que participou, Ricardo foi mais uma vez aplaudido de pé pelos milhares de turfistas e admiradores que lotaram as arquibancadas para assistir o show do melhor do mundo que levou para o disco quatro animais dos cinco que montou. Ricardo venceu 0 segundo páreo com Robinson Cruzoé, o terceiro com Albore, o quarto páreo, grande prêmio Pedro Allain Teixeira com Briliante King e o quinto páreo, o grande prêmio Romeu Medeiros com Uno Prospector.

– Bastante assediado pelos seus fãs, Ricardo fez questão de atender a todos que queria tirar fotos e a imprensa que o acompanhou desde a sua chegada ao hipódromo.  Não tenho palavras para agradecer o carinho do povo do Recife. Nem na Argentina eu fui tão assediado pelos meus fãs.  Quero agradecer a todos o carinho e atenção que tiveram comigo e minha família. Quero voltar no próximo ano porque essa é uma festa sem igual. O calor humano e a paixão pelas corridas de cavalo fazem a diferença das demais festas que eu já participei. Disse o campeão. Em uma das suas entrevistas ao vivo no site do Jockey Club de Pernambuco, Ricardo disse que gosta muito de voltar nos lugares onde é bem tratado. Quero voltar no próximo Bento. Falou J.Ricardo.

2015 – O turfe pernambucano vive mais uma tarde inesquecível. Depois de ter recebido em 2014, o melhor jóquei do mundo o J.Ricardo, em 2015 teve o imenso prazer de receber o magistral Silvestre de Souza, brasileiro que brilhou no turfe da Inglaterra conquistando pela primeira vez uma estatística no turfe mais concorrido do mundo.

– A vinda de Silvestre de Souza para a festa do Bentão 2015, deve-se ao ex-jóquei e hoje empresário Ismael Alves (Zinho), que é empresário de Silvestre de Souza.  Silvestre montou em dois páreos. No sábado 19/12, montou e venceu o Clássico José Maria Sampaio, com o alazão Stockholder, de propriedade do Stud São José dos Bastiões, e treinado por M.Ferreira. No domingo, Silvestre montou a égua Sirigaita, de propriedade do Haras Bongy.

– O jóquei prata da casa Alan Maciel, aos 18 anos, vence a mais importante prova do turfe nordestino montando o animal energia Groom, do Stud 3 Irmãos, que conquista a segunda vitória na magna prova. Em 2011, o Stud 3 Irmãos venceu pela primeira vez o grande Prêmio Bento Magalhães , com o cavalo Tatamovicht.

– Vieram de fora para participar do Festival do Bentão 2015, os jóqueis, Anderson Paiva (pernambucano radicado na Gávea), A.M. Souza, N.Cunha, A.Queiroz e F.Henrique.

– A pule de vencedor do Bentão, Energia Groom pagou o rateio de R$. 32.80. A dupla 84, com Super Fratello rateou R$. 978.80, para cada real apostado. Apenas um apostador acertou a dupla.

2016 – O turfe cearense volta a brilhar na magna prova dessa vez com Capanegra, animal defensor do Stud Magi. J.Lemos treinou o filho de  Public Purse (USA) e Give Me Hope, que teve a tranqüila condução do jóquei J.Júlio.

– Com a espetacular vitória de Capanegra, o Stud Magi (Dr. Giovani Magi), entra para o seleto grupo de proprietários que venceram três edições do Grande Prêmio Bento Magalhães, e se iguala ao Stud Cortez com três vitórias.

Blackson (2002), Capanegra (2016), Capanegra (2017)

– O jóquei J.Júlio, vence pela segunda vez o Grande Prêmio Bento Magalhães.  J.Júlio venceu com Istambul (2010,) e Capanegra (2016).

-O treinador J.Lemos, se consagra pela quarta vez. For Comodites (1991), Blackson (2002), Capanegra (2016), Capanegra (2017).

2017– Favorito absoluto em todas as modalidades de apostas, o castanho Capanegra, macho castanho, é filho de Public Purse (USA) e Give Me Hope, vence pela segunda vez o Grande Prêmio Bento Magalhães.

– J.Lemos conquista pela quarta vez o Bento Magalhães. For Comodites em 1999, Blackson, em 2002, e Capanegra em 2016 e 2017.

– O Jóquei H.Melo vence pela primeira vez e escreve o seu nome na galeria de honra dos vencedores do Grande Prêmio Bento Magalhães.

2018 –– O Stud recém-formado no turfe cearense, Stud Parente & Edilguar, estrearam com vitória no GP. Bento Magalhães.

  – Com a precisa condução do jóquei J.Júlio, Desejado Outpley, do Stud Parente & Edilguar, vence o 50º Grande Prêmio Bento Magalhães.

– J.Júlio crava sua terceira vitória na prova mais importante do turfe nordestino. Venceu com Stambul em 2010, e Capanegra em 2016.

– O Treinador Antônio Carlos Rocha (A.C.Rocha), escreve pela primeira vez o seu nome na galeria de honra dos vencedores do Grande Prêmio Bento Magalhães.

-Seis animais participaram da 50ª edição do Bento Magalhães. (Pela ordem de chagada)

1º Desejado Outpley    J.Júlio

2º Energia Imagine       Z.M.Rosa  – Stud Parente & Edilguar (CE)

3º Little Manduro         F.Queiroz – Haras Cariri/PE

4º Energia Gstaad         A.Maciel   – Stud Amanda & Luana Mole

5º Em Cima Do Laço     M.Robeiro –  Stud Magi (CE)

6º Dr. Philipe                  A.Paiva   Stud Cariri do Recife. (Não completou o percurso)

2019 – Pela primeira vez em 51 anos, o Grande Prêmio Bento Magalhães deixa de ser disputado no domingo.

– Alan Maciel escreve pela segunda vez seu nome na galeria de Honra dos vencedores do Grande Prêmio Bento Magalhães vencendo com o cavalo Natural Champion, de propriedade do Stud Irmãos Pereira e treinamento de M.L.Maciel.

– O favorito No Ar termina a prova na segunda colocação. Houve reclamação do jóquei M.Oliveira que pediu a desclassificação de Natural Champion.

– Insatisfeito com o resultado do páreo, o titular do novo Stud Leònidas-Lula-Lulinha & Luiz Neto, botou há venda todos os seus animais. No Ar foi adquirido pelo Stud T.A.M.E.

Animais que participaram do 51º Grande Prêmio Bento Magalhães, e seus respectivos jóqueis e treinadores.

1º Natural Chanmpion    A.Maciel     M.L.Maciel

2º No Ar                             M.Oliveira    W.Maciel

3º Faith In God                  J.Júlio           J.R.Cifuentes

4º Barishnicov                   W.Gomes    J.A.Barros

5º Em Cima Do Laço         A.Paiva        J.Lemos

6º Don Itá                           V.S.Paiva     A.Magno

7º Lorenzo                          M.Silva        F.Haroldo

8º Dinner Game                G.Martins    T.Souza

GALERIA DE HONRA DOS VENCEDORES. GRANDE PRÊMIO. BENTO MAGALHÃES.

   Data      Animal Jóquei Dist. Temp. Treinador Proprietário 2º Colocado
24.10.64 Geitoso  (CE) J. Viana 2.600mts

 

171.s J.R.Araujo Lourival Amaral Banhos    Black Orion
31.10.65 SONG (CE) J. Viana 2.400mts

 

162.s D.Farrapo Derby Club Sobralense SANJO
29.10.67 AFETO G. Correia  

2.400mts

 

174.s M. Rocha Stud Marcelo DIJAGO
09.11.69 MILETO M.Silva  

2.400mts

 

167.s A. Caetano Stud Pra Frente PATCHOLY
28.10.73 São Nicolau F. Oliveira 2.700mts

 

188.s M. Rocha Roberto Lobo STATIN
27.10.74 KOROS (CE) J. Onofre 2.000mts

 

134.s F. Augusto Stud Serrote São Nicolau
23.11.75 FOKY J. Martins 2.000mts 136.s J. Medeiros Stud Bongy ALEMEIN
19.12.76 Walladon (CE) E.B. Queiroz 2.000mts 137.s J. Viana Arruda e Sampaio EL VITI (CE)
30.10.77 ANDERSON

ADONIS

J. Ramirez

J. Martins

2.400mts 172.s I.Ferreira

J.M. Medeiros

St. Guararapes

Stud MM

————–
29.10.78 UNISSONO J.R. Silva 2.400mts 154.s J.G. Sobral Haras Mussurepe HANDICAP
28.10.79 ARCHIMEDES J. Ramires 2.200mts 155.s I.Ferreira ST. Guararapes Faramon (CE)
26.10.80 Ilozone (CE) V.Souza CE 2.200mts 152.s F.Augusto St. Arruda e Sampaio EUDES
25.10.81 Short Lance E.R.Ferreira 2.200mts 139.s M.D. Santos Stud Gem`s TOKO
31.10.82 JADO (BA) N. Cunha 2.200mts 153 F. Teixeira Stud Fam Come On (ce)
30.10.83 Short Lance C.Bitencurt 2.400mts 165.s D.M. Barbosa Stud Gem`s Light Bolt
28.10.84 LORD J.R. Silva 2.400mts 166.s M.D. Santos Stud Cariri Perdomo
27.10.85 FURY (CE) R. Santi 2.400mts 167.s F.A. Freitas Stud Emo;óes LORD
26.10.86 FURY(CE) J. Onofre 2.400mts 166.s J. Onofre St. Cavalcanti e Mota Kinghood
25.10.89   Capristano M.Fontoura 2.400mts 165.s C.A. Nascimento St. Boa Viagem PECATTO
30.10.88 Maraco (CE) J.Aurelio 2.400mts 1.62.s R. Santi St. Sampaio JIVE (CE)
1989 Morgan Way J. Escobar 2.400mts 162.s A. Alves Stud. Spumão Urubu  Malandro
1990 Danger Horse J.Cifuentes 2.400mts 161.6 J.Cifuentes St.Internacional Biu Jonas
23.11.91 For Comodites

(CE)

A. Barroso 2.400mts 164.s J. Lemos St. Água Fria (CE) Valete do Roi
05.12.92 LÉGGIO J.Cifuentes 2.400mts 162.s J.Cifuentes Stud. Internacional Mystic Man
8.11.93 Diable Au Corps G.T. Silva 2.400mts 160.8s M.Ferreira St. Irmãos Pereira Hollywood Champ
27.11.94 Diable Au Corps N.L. Cunha 2.400mts 158.4s M.Ferreira St. Irmãos Pereira Tomajo Dancer
3.12.95 Milwaukee F.Benone 2.400mts 158.3s A. Magno Stud Spumão AIBEK

 

01.12.96 Lone Ranger F. Sales 2400mts 161.8s M.Ferreira Stud Lobão Nickel Faghter
14.12.97 Imper Dancer G.T. Silva 2.400mts 168.8s A. Magno Stud R&R Regis Cadu
27.12.98 Heveliy Music J. Silva 2000 mts 133.4s A. Alves Haras Santos Rios FULL  OFF
19.12.99 Prime Asset G.T.Silva 2.200mts 146.7s W. Maciel St.Carolina e Wilson Touch And Go
05.11.00 By Veer F.Benone 2.400mts 162.5s A. Magno Haras Cariri Puritan
16.12.01 OIDIO G.T.Silva 2.400mts 163.s M.P.Silva Stud 13 Touch And Go
15.12.02 Blackson (CE) B.F.Clarindo 2.400mts 160.2 J.Lemos (CE) Stud Magi Minot
30.11.03 Omedetô (CE) J. Viana JR 2.400mts 161.5s F.A. Viana (CE) Stud.Sampaio Hio Verde
19.12.04 NIVEL S.Moreira 2.400mts 168.3s A. Magno Stud Cortez PE Kor Zok
27.11.05 ITAIPU M.Silva 2400 m 160.2s M.Ferreira Stud Brilhante Xaxado Of Glory
19.12.06 Power Dixie N.L.Cunha 2.400 mts 159.5s M.Ferreira Stud A&A Lumacher
20.12 07 Hi  Society S. Moreira 2.400 mts 166.5s A. Magno Stud Cortez-PE Now Heights
07.12.08 Hi Society S. Moreira 2.400 mts 165.7s A. Magno Stud Cortez-PE Kikoração
22.11.09 Recompensado F.Devidson 2400 mts 163.5s I.Ferreira Coudelaria FBL ILANO (CE)
28.11.10 ISTAMBUL J. Júlio 2.400 mts 163.2s I.Ferreira Stud Silver Blue Star Tango Arrabalero
27.11.11 Tatamovicht F. Anderson 2.400 mts 163.2s J. Martins Stud 3 Irmãos Amigo Gaúcho
02.12.2012 Super Purse (CE) Z.M.Rosa 2.400 mts 164.7s P. Nascimento Stud Sampaio & Parente Vuoli Soldi (CE)
22.12.2013 Tank Boy M.Silva 2.400 mts 160.s W.Maciel Stud Remar Ifigenio
21.12.2014 Montardon B. Reis 2.400 mts 157.8s D.Guignone Stud São J. dos Bastiões & Ribeirão Vuoli Soldi
20.12.2015 Energia Groom Alan Maciel 2.400mts 165.2s M.L.Maciel Stud 3 Irmãos Super Fratello
11.12.2016 CAPANEGRA J. JÚLIO 2.400 mts 161.2s J. LEMOS Stud Magi (CE) Super Fratello
29.10.2017 CAPANEGRA H. MELO 2.400mts 165.4s J. LEMOS Stud Magi (CE) Cavalo Marinho
21.10.2018 Desejado Outplay J.Júlio 2.400 mts 162.5s A.C.Rocha St. Parente & Edilguar Energia Imagine
26,10.2019 NaturalChampion A.Maciel 2.400mts 164.5s M.L.Maciel St. Irmãos Pereira No Ar

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *