Com muita chance no páreo, Costa Azzurra pode ser a primeira égua a vencer o Bento Magalhães.

sexta-feira, 22/10/2021 | Autor: Jockey

Por Chico Mendonça.

Participar da programação do Grande Prêmio Bento Magalhães, é o desejo de todos os proprietários de animais do turfe pernambucano. Escrever o nome do seu Stud, Haras e dos seus animais na galeria de honra dos vencedores da magna prova é o sonho de todos. Seja um grande proprietário ou um pequeno, como aconteceu na edição passada onde o desacreditado Oasis Negro, do Stud The Barros, entrou para o seleto grupo dos vencedores do Bento Magalhães. Muitos animais entraram não só para a galeria de honra, mas também para a história, como foi o caso de Short Lance, primeiro animal a vencer duas edições do Bento Magalhães, (1981/1983). Léggio. Animal de propriedade do Stud Internacional, foi o primeiro animal tordilho a brilhar em uma edição desse grande prêmio. Em 2001, Oidio, do Stud 13, venceu o Bento que teve o maior número de participantes, 16 animais.

Em 2021 dez animais irão participar dos 2.400 metros, mas uma em especial pode escrever seu nome na galeria de honra e escrever seu nome na história do Bentão como a primeira égua a vencer os 2.400 metros mais cobiçado do turfe pernambucano.

Nos últimos Bento realizados duas éguas tentaram entrar para história. Sirigaita, do Haras Bongy, em 2014, contando com a condução do Jóquei Silvestre de Sousa, e Sempre Bem, Haras Cariri, em 2017, com a montaria de F.H.Costa, que no Bento de 2021, estará no dorso de Forte Cheyenne.

A gora será a vez de uma égua representante do turfe cearense tentar esse grande feito e entrar definitivamente para história da maior prova do turfe nordestino. Costa Azzurra, animal de propriedade do Stud Magi, cujo a farda já brilhou por diversas vezes no Bento Magalhães

Essa grande estrela vem se destacando no turfe de Aquiraz, uma fêmea alazã, 4 anos. Filha de Redattore e Fiji Mambo (USA). Criação do Haras Old Friends. A mesma tem uma campanha de 11 apresentações na Gávea, com 02 vitórias e 05 colocações. 01 vitória (2000 metros) e 02 colocações em Aquiraz (CE). Treinada pelo experiente J.Lemos, Costa Azzura terá a condução do jóquei H.Melo, vencedor do Bento Magalhães em 2017, com o castanho Capanegra, que também era de propriedade do Stud Magi e treinado por J.Lemos, que também é responsável pelo preparo do franco favorito Forte Cheyenne, segundo colocado no Bentão 2020.

Costa Azzurra poderá ser a grande estrela do Bentão 2021.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *