Jockey Club de Pernambuco realizou uma grande festa na 53ª Edição do Grande Prêmio Bento Magalhães.

segunda-feira, 25/10/2021 | Autor: Jockey

Por Chico Mendonça.

Ultra Bom foi o melhor nos 2.400 metros do Bentão 2021.

Confirmando sua excelente performance do grande prêmio Manoel Medeiros, o castanho Ultra Bom, um filho de Quick Road e Vaiasol, foi o grande vencedor da 53ª Edição do Grande Prêmio Bento Magalhães, a maior prova do turfe nordestino. Ultra Bom, é de propriedade do Haras Depiguá, que também comemorou a vitória de Kolorosa na segunda prova da Tríplice Coroa Pernambucana, ficando a filha de Oldfriendsforever (USA) e Hagen Daas, a um galope de ser tríplice coroada.

Bento Magalhães.

O atraso nos trabalhos de alinhamento e a retirada da égua Josefine Labisca no 8º páreo, tirou um pouco da visibilidade, mas não o brilho da vitória de Ultra Bom. Dada a largada, a égua Costa Azzura, que tentava um feito inédito na magna prova largou na frente e foi ensinando a caminho e entram na reta final na primeira passagem com Gulf Whatch em segundo, Ultra Bom em terceiro, Lord Gui em quarto, Mondragon em quinto. Depois vinham. Namur, Fossato, Leperit Vert e Forte Cheyenne, favorito do turfe cearense. Na primeira passagem do disco, Loud Gui, avança e passa a ocupar a segunda colocação. Na reta oposta, Costa Azzura segue ensinando o caminho. Na saída da reta oposta, Costa Azzurra leva um ligeiro tope, e Lord Gui assume a ponta com Ultra Bom em segundo e Gulf Whatch em terceiro. Nos 600 metros, finais, Ultra Bom assume a dianteira e entra na reta de chagada com uma boa folga para Lord Gui. Nos 200 metros finais, não tinha mais o que fazer e só galopar firme para o espelho e escrever o nome do Haras Depiguá na galeria de honra dos vencedores do Grande Prêmio Bento Magalhães. Em tarde de muita inspiração, o jóquei prata da casa, que começou nas categoria de base nas corridas de pônei, Levou para o disco s animais. Kalorosa, Hamburger, Falcão da Lagoa, e fechou a programação com chave de ouro no dorso de Ultra Bom. O Treinador R.Gomes, responsável pelo preparo de Ultra Bom, escreve seu nome pela primeira vez na galeria de honra dos vencedores da maior e mais cobiçada prova do turfe nordestino. O grande Prêmio Bento Magalhães.

O Presidente do JCPE Dr. Carlos Baltar comemorando com os amigos Flávio Falcão, o Vice-Presidente do JCPE, Ricardo Maranhão, Edson, Léo Uchôa (Sobrinho), e Serginho Santana, a expressiva vitória do craque Ultra Bom na 53º Grande Prêmio Bento Magalhães.

Com um bote certeiro, Falcão da Lagoa vence o Grande Prêmio Romeu Medeiros 2021.

Foi como um voo de uma ave de rapina dando o bote final na sua presa. Falcão da Lagoa, que nos últimos 15 dias foi adquirido pelo Stud The Barros, surpreendeu os favoritos e levou o título de Rei da Velocidade de 2021. Com a retirada de competidora Josefine La Bisca, o páreo teve um atraso em torno de 15 minutos prejudicando a visibilidade nos 2.400 metros do Bento Magalhães.

Aberto os boxes, Gate Of Hell saiu ligeiro e assumiu a ponta com Danis Ship em segundo, Storm Machine em terceiro. El Truhan corria na quarta colocação, depois Falcão da Lagoa, First Champion e Impetrante que não teve uma boa largada na última colocação. Assim eles foram brigando até a entrada da reta final quando Storm Machine assumiu a dianteira conseguindo folgar com um corpo de luz para Gate Of Hell, em segundo, El Truan que avançava com muita vontade pelo meio da raia em terceiro, depois, Danis Ship, bem aberto vinha First Champion. Falcão da Lagoa apenas observando seus adversários corrida na sexta colocação e Impetrante tentando fazer uma corrida de recuperação na última colocação. Nos 100 metros finais, quatro animais vão para a disputa e numa arrancada excelente como se estivesse dando o bote final, Falcão da Lagoa cruza o disco na frente com Storm Machine em segundo e First Champion pela raia de fora em terceiro, El Truhan em quarto, Danis Ship, em quinto, impetrante na sexta colocação e na última colocação Gate Of Hell.

  1. Ano de estreia do Stud The Barros no turfe pernambucano, a farda preta e branca venceu em final de muito rigor com o animal Kim Boy, os 1.700 metros do Grande Prêmio Pedro Allain Teixeira. Em 2020, a farda volta a brilhar com o desacreditado Oasis Negro, vencendo o Grande Prêmio Bentos Magalhães. 2021. Mais uma vez o Stud The Barros surpreende em uma prova clássica e faturou dessa vez o Grande Prêmio Romeu Medeiros.

Herdade foi absoluto nos 1.700 metros do GP. Pedro Allain Teixeira.

Disputado na distância de 1.700 metros, o Grande Prêmio Pedro Allain Teixeira, que se esperava umas seis ou mais inscrições teve apenas três competidores. Herdade, um filho de Discreet Cat (USA) Offshore, de propriedade do Stud 13, foi absoluto e venceu de bandeira a bandeira cravando o tempo de 111.s para os 1.700 metros. Conduzido por Bruno Queiroz, uma das grandes atrações do festival do Bentão 2021, Inquisiteur na reta final ainda tentou uma reação, mas Herdade foi superior e garantiu a segunda vitória do Stud 13 na milha mais charmosa e mais disputada do turfe nordestino. Após a corrida ainda no glamour das comemorações, falava-se da possibilidade de Herdade ser inscritos nos 2.400 metros do Grande Prêmio Edisio Pereira, no dia 27 de novembro, fazendo parelha com Namur.

Com a tranquila condução de Alan Maciel, Herdade foi absoluto no Grande Prêmio Pedro Allain Teixeira 2021.

Kalorosa. A um galope da Tríplice Coroa Pernambucana.

Com a excelente condução do jóquei Gabriel Martins, e treinamento de R.Gomes, a potranca Kalorosa levantou de bandeira a bandeira a segunda  prova da Tríplice Coroa Pernambucana disputada na distância de  1.400 metros, Prêmio Duarte Coelho. Co a segunda vitória na competição, Kolorosa, uma filha Oldfriendsforever (USA) e Hagen Daas, está a um galope do título de tríplice coroada pernambucana. A próxima prova será no dia 28.11, na distância de 1.700 metros.

Na largada dos 1.400 metros, Kalorosa saiu na frente com Cazá em segundo. Kaiakan em terceiro, Kaboclo em quarto e na última colocação Kamarada. Nessa ordem os animais foram até a saída da reta oposta quando Cazá, avança para cima da ponteira dando a impressão de que na reta final assumiria a liderança. Nos 400 finais, Kalorosa, muito bem conduzida por Gabriel Martins, consegue aumentar a vantagem deixando a briga entre Cazá e Kaiakan pela segunda colocação. Nos 200 finais, kaiakan assume a segunda colocação dando os números finais a disputa da segunda prova da Tríplice Coroa Pernambucana. O Tempo dos 1.400 metros foi 94.5s.

Dr. Carlos Baltar e amigos comemorando a segunda vitória de Kolorosa, na Tríplice Coroa Pernambucana.

Resultados.

1º páreo 1.400 metros.

Prova Especial: José Maria Sampaio Veras

1º Licenciê              56Kg A.Maciel

2º Gavião da Lagoa  56Kg H.Melo

3º- Sureno Negro     56Kg B.Queiroz

4º-Kabulosa               54Kg W.P.Silva

5º-Kalypson               56Kg W.Gomes

6º Kabulosa               54Kg W.P.Silva

Ven (4)  Dupla (46)  Tempo. 91.6s

Licenciê – A.Maciel – M.L.Maciel – Stud Imperial.

2º páreo 1.400 metros.

2ª Prova da Tríplice Coroa/ Duarte Coelho.

1º Kalorosa          54Kg G.Martins

2º Kaiakan               56Kg W.P.Silva

3º Cazá                     56Kg A.Maciel

4º-Kaboclo               56Kg W.Gomes

5º Kamarada           54Kg F.H.Costa

Ven (1)  Dupla (13)  Tempo. 94.5s

Kalorosa – G.Martins – R.Gomes – Haras Depiguá.

 

3º páreo 1.300 metros.

Prêmio: Jornalista Cláudio Santa Cruz.

1º Chicks Court    56Kg W.Gomes 

2º-Seawind                56Kg J.Lemos

3º Honest Boy          56Kg F.H.Costa   (CE)

4º Velvet Sky             52Kg A.Queiroz

5º Edisinho                58Kg A.Maciel

Ven (3)  Dupla (31)  Tempo. 83.3s

Chicks Court – W.Gomes – I.Ferreira – Stud Guararapes.

4º páreo 1.200 metros.

Prêmio: Ernani Barbosa.

1º Dows Do Jaguarete  56Kg J.Lemos

2º Take Right                       58Kg W.Gomes

2º Brother For Live             58Kg F.H.Costa

3º Tomo Y Obligo                56Kg G.Martins

4º Namorico                         58Kg W.P.Silva

5º-Linda Majú                     54Kg F.Sales

6º Nietzsche                        56Kg J.Lima

7º Olayan                             54Kg D.F.Silva ap-1

8º Renight                           56Kg A.Maciel

Ven (9)  Dupla (91 – 95 )  Tempo. 77.8s.

Dows Do Jaguarete – J.Lemos – T.Souza – Stud Sheik Eraldo Bastos.

 

5º páreo 1.600 metros.

Prêmio: Paulo Roberto Salazar Uchôa.

1º Hamburger           58Kg G.Martins

2º Master Tiko              56Kg J.Lima

3º Kosovo                       58Kg J.Lemos

4º-Zuruch Vom Ring   56Kg A.Maciel

Ven (5)  Dupla (51)  Tempo. 108.7s – Não correu Divagando.

Hamburger – G.martins – C.A.Nascimento – Haras Cariri/Stud São José dos Bastiões.

6º páreo 1.500 metros.

Prêmio: Presidente Mauro Puglise Branco (1963/1965).

1º Miracle Mile        54Kg F.H.Costa  (CE)

2º Questiion Time       54Kg A.Maciel

3º Suave Kick                56Kg W.Gomes

4º Nabucodonosor      52Kg J.Lemos

5º Yevgueni Oneguin  56Kg B.Queiroz

6º History Buff             53Kg A.Queiroz

Ven (1)  Dupla (13)  Tempo. 98.5s

Miracle Mile – F.H.Costa – J.R.Cifuentes – Stud Parente.

 

Páreo extra – animais da raça pônei. 200 metros

1º Estrelinha        Igor Barreto

2º Fenix                 Anna Karollyna

3º Gostosinho      Pedro Fernando

4º Destion             Edson Fernando

Ven (3) Dupla (34) Tempo. 19”

Estrelinha – Igor Barreto – Escola de Jóqueis

7º páreo 1.700 metros.

GRANDE PRÊMIO: PEDRO ALLAIN TEIXEIRA.

1º Herdade              56Kg A.Maciel

2º Inquisiteur             56Kg B.Queiroz

3º Ponsardin              56Kg A.Queiroz

Ven (2)  Dupla (23)  Tempo. 111.s

Herdade – A.Maciel – M.L.Maciel – Stud 13

8º páreo 1000 metros.

GRANDE PRÊMIO: ROMEU MEDEIROS.

1º-Falcão da Lagoa  56Kg G.Martins

2º Storm Machine      56Kg A.Queiroz  (CE)

3º First Champion      56Kg W.P.Silva

4º El Truhan                56Kg F.Sales

5º Danish Ship            56Kg F.H.Costa (CE)

6º Impetrante            56Kg A.Maciel

7º Gate Of Hell           56Kg J.Lemos

Ven (6)  Dupla (65)  Tempo. 61.8s – Josefine Labisca. Retirada nos trabalhos de alinhamento.

Falcão da Lagoa – G.Martins – T.Souza – Stud The Barros.

9º páreo 2.400 metros.

53º GRANDE PRÊMIO BENTO MAGALHÃES.

1º Ultra Bom          56Kg G.Martins

2º Lord Gui                56Kg J.Lima

3º Namur                   56Kg B.Queiroz

4º Lepetit Vert          56Kg J.Lemos

5º Mondragon           56Kg A.Maciel

6º Gulf Watch           56Kg A.Queiroz  (CE)

7º Forte Cheyenne   56Kg F.H.Costa  (CE)

8º Costa Azzura        54Kg H.Melo      (CE)

9º-Fossato                  56Kg W.Gomes

Ultra Bom – G. Martins – R.Gomes – Haras Depiguá.

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *