Retrospectiva do turfe pernambucano 2021. 

quarta-feira, 29/12/2021 | Autor: Jockey

Por Chico Mendonça.

Durante o ano 2021 foram disputadas 17 reuniões. Sete no primeiro semestre e dez no segundo semestre. A primeira corrida foi no dia 24 de janeiro e a última reunião do ano aconteceu no dia 11 de dezembro, com a realização do Grande Prêmio Sérgio Paiva.

Janeiro.

– A primeira reunião do ano de 2021, foi realizada no dia 24 de janeiro com a realização de três páreos de animais PSI, e um reservado apara animais da raça pônei. Foi a 10ª corrida da temporada 2021/2022.

– Depois de oito meses parado o castanho Lindo Maravilhoso, um filho de Shanghai Bobby (USA) e Valleyview, de propriedade do Haras Cariri/Stud São José dos Bastiões, reapareceu em grande estilo e de ponta a ponta venceu os 1.400 metros do 3º páreo principal páreo da programação.

– Os demais vencedores da programação foram. Auspicioso Thunder, Roger, e na prova dos pôneis a vitória ficou com Estrelinha.

– Dando continuidade à proposta de valorização dos profissionais, proprietários e cuidar do Jockey, a Direção do JCPE indo na contramão da crise que atravessa os principais hipódromos do país, decidiu em reunião na quinta-feira 28, conceder um reajuste 100 % nos valores de inscrições e montarias perdidas. As inscrições a qual os treinadores tem direito passou de R$. 10.00 para R$. 20.00 reais. As montarias perdidas foi de R$. 25.00 para R$. 50.00 reais ficando o valor bem próximos a hipódromos do sul do país.

– Para beneficia os proprietários, a Direção já tinha anunciado o financiamento para aquisição de novos parelhos facilitando o pagamento em 10 parcelas. Os interessados no financiamento devem entrar em contato com a secretária do clube para obter mais informações.

– Em relação as corridas, também foi decidido que os prêmios serão pagos da seguinte maneira. Páreos com cinco animais, os prêmios serão pagos até a terceira colocação.

Páreos com seis até sete competidores serão pagos até a quarta colocação.

Páreos com mais de sete animais serão pagos até o quinto lugar.

Fevereiro.

A segunda corrida do ano de 2021 a 11ª reunião foi realizada no dia 06 de fevereiro com a realização de quatro páreo, mais um para animais da raça pônei.

– O castanho Super Bold, um filho de Bold Start (USA) e Etere Blue, de propriedade do Haras Cariri/Stud São José dos Bastiões, venceu a Prova Especial disputada na distância de 1.100 metros. Super Bold vinha de fracasso e o seu companheiro de cocheira El Negro de Ouro que vinha de uma ótima apresentação defenderam o favoritismo contra o principal adversário Hortelão que ficou com a formação da dupla.

– Velvet Sky com M.Silva venceu o 1º páreo. First Champion com W.P.Silva no dorso venceu os 1.400 metros do 2º páreo. Lord Gui, com M. Silva venceu o 3º páreo. Estrelinha com Antony Cardoso venceu a corrida de pônei.

– A Direção do JCPE junto com a Comissão de Corridas, realizaram algumas alterações de datas no calendário 2021 do JCPE. A necessidade das mudanças se deu por conta do avanço da pandemia do covid-19 no Estado de Pernambuco, e para não haver choque de datas entre os calendários do turfe cearense.

– O Presidente Dr. Carlos Baltar é reeleito para o biênio 2021/2022.

Março.

O número de animais inscritos volta a melhorar e a Comissão de Corridas forma cinco bons páreos para a 12ª corrida que foi realizada na sexta-feira 10 de abril.

– É realizada a primeira etapa da Copa Potros do Futuro 2021. Duas provas foram disputadas na distância de 800 metros.

 

– Na versão machos, o castanho Kaikan. Criação e propriedade do Haras Depiguá, venceu a primeira prova assinalando o tempo de 53.8s. Alan Maciel conduziu o vencedor, que eve o preparo de R.Gomes.

 

– Grace Face, de propriedade de Aldo Roberto Barros, confirmou o favoritismo e venceu a prova reservada para potrancas. F.Santos conduziu a vencedora que foi preparada pelo treinador I.Ferreira. O tempo foi de 52.4s

– Vindo de um fracasso em uma prova que era franco favorito, o castanho General Bobby voltou em grande estilo e de ponta a ponta venceu a Prova Especial Haras Bongy, disputada na distância de 1.500 metros.

– Sem ter atuado nas duas primeiras corridas, o Jóquei Alan Maciel precisou de uma reunião para assumir a liderança do Torneio Melhores do ano somando 46 pontos.

Abril.

A comissão de Corridas consegue formar duas reuniões no mês de abril. A 13ª corrida no dia 10, e a 14ª no dia 24.

– Na corrida do dia 10.04, as fortes chuvas que castigaram a capital pernambucano não foi empecilho para a realização das corridas do sábado no Hipódromo da Madalena. No horário da manhã, a Comissão de Corridas junto com alguns profissionais fez uma avaliação dando o aval para realização das provas mesmo com algumas poucas divergências dos que queriam o cancelamento das corridas.

– Lord Gui, Impetrante, Grace Face, Kaliente, Nashville Song e Estrelinha, foram os vencedores da sabatina.

– No 2º páreo a estreante Kaliente, criação e propriedade do Haras Depiguá, mostrou bom potencial ao derrotar os potros na segunda etapa do Torneio Potros do Futuro, disputado na distância de 900 metros. Conduzida por Alan Maciel, a filha de Oldfriendsforever cravou o tempo de 58.4s para os 900 metros. Bebê Trambique, do Stud Remar, atropelou no final e garantiu no fotochart a formação da dupla com Kaboclo na trifeta.

No 3º páreo, mais uma etapa do Torneio Potros do Futuro, a potranca Grace Face, com a condução de F.Santos precisou de apenas 57.8s para manter-se invicta no areão da Madalena.

– Estrearam na programação os animais.  Kailente, no 2º páreo, Gate Of Hell no 4º páreo e a égua Idolatrie no 5º páreo.

No páreo de abertura a estreia do novo Stud que homenageou o turfista, Alexandre Poroca (Biloia.

No páreo de encerramento estreou o aprendiz Eduardo Nunes da Silva Junior, 20 anos, 52 quilos. E.N.Nunes. Eduardo estreou no dorso do animal Power-Quark, do Stud Ninguém Acredita. O aprendiz iniciou suas atividades na escolinha de formação de jóqueis no Jockey Clube do Paraná, mas devido ao peso e altura 1.60, foi desligado da escolinha vindo tentar a sorte na sua terra natal.

– Clássico Mario Ferman em 1.700 metros é o destaque da programação.

– O castanho Kosovo, um filho de Amigoni (IRE) e Moya (USA) foi a grande surpresa da programação do sábado 24, no Hipódromo da Madalena ao vencer o Clássico Mario Ferman, principal páreo da programação disputado na distância de 1.700 metros, derrotando os favoritos General Bobby, e Lord Gui que vinha de uma convincente vitória correndo acomodado. Dessa vez o representante do Stud Pedrosa foi para uma briga suicida com General Bobby e o resultado foi a linda vitória de Kosovo fazendo a festa dos titulares do Haras Bongy, e dos sócios do Animal em especial Eraldo Bastos que também estava comemorando mais um ano de vida. Mesmo em tempo de pandemia a festa foi geral.

– Impetrante foi o vencedor dos 1.200 metros da Prova Especial.

– Herdade foi o único estreante da programação chegando na terceira colocação nos 1.200 metros da Prova Especial.

– O Treinador R.Gomes e o animal Impetrante assumem as lideranças no Torneio Melhores do Ano em suas respectivas categorias.

 

Maio.

Apenas uma corrida é realizada no mês de maio.

– Destaques para mais duas seletiva do Potros do Futuro em 1.100 metros, o Clássico Cidade do Recife em 1.700 metros, e a Prova Especial Paulo Bezerra (Paulo Fantoche) no tiro de 1.100 metros.

– Sete animais estrearam na programação. Licenciê, Tomo Y Obligo, Namorico, Cazá, Egoista, Take Hight, e Master Tiko.

– Nas duas provas seletivas do Torneio Potros do Futuro ABCPCC – 2021, que foram disputadas na programação, venceram os animais Cazá, do Stud Remar, e Kaiara, do Haras Depiguá. Na primeira prova, uma vitória maiúscula do potro Cazá, criação e propriedade do Stud Remar. Na segunda prova, a alazã Kaiara derrotou o favorito Kaiakan, que ainda perdeu a formação da dupla para Kaliente.

 

– First Champion. O Cavalo de Ferro venceu a Prova Especial Paulo Bezerra (Paulo Fantoche) e assumiu a liderança do Torneio Melhores do ano de 2021. Impetrante ficou na segunda colocação. O placar é de 38 x 37.

 

– Oasis Negro foi o vencedor do Clássico Cidade do Recife.

Com a saída dos animais Lord Gui e Kosovo, o campo do Clássico Cidade do Recife ficou reduzido a apenas três competidores. Oasis Negro, Firewhip e o estreante Master Tico.

 

Junho.

Apenas uma corrida é realizada no mês das festas juninas. A Comissão de Corridas formou cinco provas para a programação do dia 26 de junho, a 16ª corrida.

– Estrearam na programação os animais. Tan-Tan Radiosa, Kaduska, Doce Stripes, Alto Lá.

–  Cazá é Campeão da I Copa Potros do Futuro – ABCPCC 2021. Com uma sensacional chegada que levou o público presente ao deliro o potro Cazá, um filho de Tank Boy e Fuzorca, de criação e propriedade do Stud Remar.

– Na prova consolação, a égua Kalorosa venceu fácil de ponta a ponta com a condução de F.H.Costa. Kaboclo, formou a dupla com Boyzinha na terceira colocação. O tempo da vencedora que é de criação e propriedade do Haras Depiguá, foi bem mais expressivo do que o tempo da final. 63.2s. R.Gomes preparou a vencedora uma filha de Oldfriendsforever (USA) e Hagen Daas.

 

– Foram realizadas sete provas seletivas. Grace Face venceu as duas primeiras, Kaiakan, venceu a primeira entre os potros, depois veio as duas vitórias de Kaiara e Kaliente que venceu na estreia.

– O Stud Remar, retira de campo os dois potros Jimme James e Bebê Trambique, e escala o potro Cazá e mantem a égua Boyzinha na competição.

– Na programação do dia 22 de maio, Cazá estreia e vence com uma reta bastante brigada com Kalorosa, mas no final Boyzinha formou a dupla e o Stud Remar foi para a final da copa.

– No dorso de Gate Of Hell, E.N.Silva conquistou sua primeira vitórias na profissão.

– No último páreo da programação na distância de 1.600 metros, o treinador M.L.Maciel apostou na mudança de características de corrida de Herdade e deu certo. O filho de Discreet Cat (USA), que vinha correndo tiros curtos trabalhou a distância e surpreendeu o treinador e o jóquei Alan Maciel que decidiram arriscar escrevendo em distancias mais longas.

Sorteio do Fogão e mais R$. 100.00 reais.

A programação também foi marcada com o sorteio de uma fogão doado pela firma Dr.Fogão, do turfista Eraldo Basto (O Sheik de Kosovo), e mais R$. 100,00 reais para os cavalariços vencedores dos cinco páreos da programação.  O vencedor do fogão foi cavalariço Neno.

Os R$. 100,00 reais foi sorteado com os outros quatro cavalariços ficando R$. 50.00 reais para Julio Cesar, que venceu com First Champion, e R$. 50.00 reais para Elison Rafael, cavalariço de Cazá.

 

Julho.

– São realizadas duas corridas, no dia 10 e 25 de julho.

– 10 de junho. 1ª corrida da temporada 2021/2022.

– Olympic Kinoplex e Divagando são os dois estreantes da programação.

– Lord Gui, com J.Lima no dorso venceu o Clássico Estado de Pernambuco disputado na distância de 1.800 metros.

– Premiações de páreos comuns e Provas Especiais tem reajuste de 20%.

– Haras Depiguá anuncia a aquisição de Ultrabom.

25 de julho. 2º corrida da temporada.

– Depois de oito meses fora de combater o alazão Hamburger, um filho de Wild Event (USA) e Street Cry (IRE), reapareceu e venceu de ponta a ponta o principal páreo da programação o Prêmio em homenagem ao ex-jóquei Nilson Cunha, disputado na distância de 1.600 metros.

– No 3º páreo, o Cavalo de Ferro First Champion resistiu a tudo e a todos e emplacou a quinta vitória consecutiva no areão pernambucano.

– Nos 1.400 metros do 4º páreo, a égua History Buff, do Stud No Stress Recife, ficou a um milésimo do record da distância cravando o tempo de 86.6s. O record atual é de 86.5s, pertence ao cavalo Lobo Solitário.

– Na prova reservada para animais da raça pônei disputada na distância de 200 metros, taça Heraldo Bastos, o pônei Thor, do Stud 13, conduzido por Edson Fernando, venceu de ponta a ponta cravando o tempo de 17s.69. Na segunda colocação chegaram empatados os animais Guerreira, com Anna Karollyna, e Flexa Dourada com Antony Cardoso, que foi um pouco prejudicada na partida.

 

Agosto.

São realizadas duas reuniões. No dia 7 de agosto uma programação com cinco provas sendo uma para animais da raça pônei, e no dia 28 a programação do XXIV Clássico Roberto Sá.

– Olympic Kinoplex, Namorico, Auspicioso Thunder, Impetrante e Thor (Pônei). Os vencedores da 3ª reunião.

– O Tordilho Namur estreia em grande estilo e vencendo a XXIV Edição do Clássico Roberto Sá.

– Com a vitória de Namur, o Stud 13 vence pela quinta vez o Clássico Roberto Sá.

– First Champion vence, mas é desclassificado. Storm Machine fica com a Taça da Prova Especial Cleonice Pereira Franco de Sá.

– De bandeira a bandeira, Kalorosa venceu a primeira prova da Tríplice Coroa, Prêmio Felipe Camarão.

– Estrearam na programação os animais. Falcão da Lagoa, El Truhan, Honest Boy, Seawind, Amigomarcio, Colorado Bullet, Miracle Mile, Fossato, Storm Machine e Namur.

– Tem início a construção do elevador das Tribunas Sociais, e as Arquibancadas dos profissionais.

– O Pônei Thor, do Stud 13, venceu em grande estilo a prova disputada na distância de 200 metros. Taça João Davi e Maria Clara Franco de Sá.

 

Setembro.

– No dia 18 é realizado a única corrida do mês de setembro. A XX Edição do Grande Prêmio Manoel Medeiros.

– A programação é composta de sete páreos sendo os destaques para A Prova Especial. Renato Frota Parente, em 1.200 metros. Clássico Zélia Dias Medeiros, 1.100 metros, Clássico Severino Leonidas de Arruda, 1.600 metros, e o Grande Prêmio Manoel Medeiros na distância de 2000 metros.

– O castanho Ultra Bom, um filho de Quick Road e Vaiasol, conquistou para o Haras Depiguá a taça do XX Grande Prêmio Manoel Medeiros, principal páreo da programação do JCPE na tarde ensolarada do sábado 18.09. General Bobby, favorito dos 2000 mil metros, ficou de fora da competição sendo o único forfait da programação.

– O extraordinário cavalo, First Champion vence o Clássico Zélia Dias Medeiros, e fica a um galope do título de melhor cavalo de 2021.

– De ponta a ponta, Herdade foi o vencedor do 6º páreo, Clássico Severino Leônidas de Arruda.

– O estreante Brother For Live vence a Prova Especial Renato Frota Parente, marcando o reaparecimento do Stud São Nicolau.

– O campeão do Grande Prêmio Bento Magalhães 2020, Oasis Negro tem a campanha encerrada e é levado para a Cidade de Gravatá.

 

Outubro.

– No dia 2 de outubro é realizada a 6ª corrida da temporada que serviu de preparatória para alguns páreos do festival do 53º Grande Prêmio Bento Magalhães. A programação contou com seis páreos e uma prova para animais da raça pônei.

– O Principal páreo foi disputado na distância de 1.600 metros, Prova Especial Plinio Bet. Conduzido pelo jóquei F.H.Costa,  Suave Kick, um filho de Plenty Of Kicks e Rupia, venceu cravando o tempo de 113.s. O bastante para o Treinador M.P.Silva desistir de correr Suave Kick na milha do Grande Prêmio Pedro Allain Teixeira no dia 23 de outubro. Lord Gui formou a dupla.

–  A Diretoria do Jockey Club de Pernambuco, representada pelo Vice-Presidente Ricardo Maranhão e o Diretor financeiro Silvio Botelho, foram recebidos na tarde a quarta-feira 20 de outubro pelo prefeito do Recife João Campos, e pelo Secretário de Esportes, Rodrigo Coutinho que intermediou o encontro. Na oportunidade, a direção do JCPE fez a entrega do convite das festividades do 53º Grande Prêmio Bento Magalhães. Também foram tratados de assuntos de interesse do JCPE.

– Comissão de Corridas forma nove páreos no festival da maior prova do turfe nordestino, o Grande Prêmio Bento Magalhães, que chega a sua 53ª edição.

– Confirmando a boa estreia do grande Prêmio Manoel Medeiros, o castanho Ultra Bom foi o melhor nos 2.400 metros do Bentão 2021.

– O Jóquei prata da casa Gabriel Martins e o Treinador R.Gomes, escrevem seus nomes na Galeria de Honra dos vencedores do Grande Prêmio Bento Magalhães.

– Costa Azzurra, do Stud Magi foi a única égua inscrita nos 2.400 metros do Bentão 2021.

– Disputado na distância de 1.700 metros, o Grande Prêmio Pedro Allain Teixeira, que se esperava umas seis ou mais inscrições teve apenas três competidores. Herdade, um filho de Discreet Cat (USA) Offshore, de propriedade do Stud 13, foi absoluto e venceu de bandeira a bandeira cravando o tempo de 111.s para os 1.700 metros.

– Com um bote certeiro, Falcão da Lagoa vence o Grande Prêmio Romeu Medeiros 2021.

– Com a excelente condução do jóquei Gabriel Martins, e treinamento de R.Gomes, a potranca Kalorosa levantou de bandeira a bandeira a segunda  prova da Tríplice Coroa Pernambucana disputada na distância de  1.400 metros, Prêmio Duarte Coelho. Com a segunda vitória na competição, Kolorosa, uma filha Oldfriendsforever (USA) e Hagen Daas, ficou a um galope do título de tríplice coroada pernambucana.

– Dos 12 animais inscritos para estrear na programação, apenas o castanho Capitão Barbosa teve seu forfet registrado junto a Comissão de Corridas.

– Estrearam os animais. Gavião da Lagoa, Chicks Court, Linda Majú, Question Time, Yuvgueni Oneguin, Ponsardin, Inquisiteur, Danish Ship.

– Dos animais estreantes, apenas o castanho do Stud Guararapes Chicks Court venceu na programação.

– Estrelinha, com Igor Barreto confirmou o favoritismo e venceu com muita facilidade a prova reservada para os animais da raça pônei.

 

Novembro.

– No mês de novembro foram disputadas duas reuniões. No dia 06 uma programação com seis páreos, e no dia 27.11, a programação do 31ª Grande Prêmio Edisio Pereira.

– Na corrida do dia 06.11, os vencedores foram. Sureno Negro, Licenciê, Danish Ship (CE), Seawind, Gate Off Hell e Costa Azzura (CE).

– O Jóquei F.H.Costa foi o grande destaque da programação vencendo três dos quatro páreos que participou.

– Sábado 27.11. Festival do 31º Grande Prêmio Edisio Pereira. A Comissão de Corridas forma sete páreos e uma prova para animais da raça pônei completa a programação.

– Nove animais participaram da disputa do principal páreos da programação.

– Duas estreias foram registradas na programação. Impostor Master e Capitão Barbosa, que teve seu forfait registrado na programação do Bento Magalhães.

– A tradicional milha do festival que leva o nome de Antônio Carlos Pereira não formou. Foi disputado na categoria de Prêmio Antônio Alves Pereira em 1.500 metros.

– Costa Azzurra, do Stud Magi, venceu de ponta a ponta com a direção de F.H.Costa.

– Herdade foi o melhor e venceu de ponta a ponta a 31ª Edição do Grande Prêmio Edisio Pereira. F.H.Costa conduziu o vencedor. O Jóquei Alan Maciel, titular da cocheira escolheu montar o tordilho Namur, que chegou na quinta colocação.

– Danish Ship, garantiu para o Stud Magi, a taça do Clássico Carlos Martins de Medeiros.

– Cazá, quebra a sequência de vitórias de Kalorosa e leva a terceira prova da Tríplice Coroa Pernambucana. Prêmio Mauricio de Nassau.

 

– Com a condução de Pedro Fernando, a pônei Estrelinha venceu mais uma corrida e o jóquei garante por antecipação o primeiro lugar no Torneio Melhores do Ano de 2021 na categoria Jóquei Escolinha, já que na última corrida do ano não seria realizada prova para os animais da raça pônei devido os animais terem sido levados para Exposição de Animais.

Dezembro.

– No dia 11 de dezembro é realizada a última corrida do ano de 2021, com a programação do IX Grande Prêmio Sérgio Paiva.

– Apenas quatro animais foram inscritos para disputar o principal páreo da programação na distância de 2000 metros. Namur, Costa Azzurra, Ultra Bom, Take Right.

– A égua Costa Azzurra, alazã, 4 anos, filha de Redattore e Fiji Mambo (USA), venceu de ponta a ponta a IX Edição do Grande Prêmio Sérgio Paiva, último páreo do ano de 2021, disputado na distância de 2000 metros

– Com mais uma tarde de casa cheia, os cearenses foram os destaques vencendo as principais provas da programação. Storm Machine venceu a Prova Especial Claudio e Sérgio Pragana em 1.000 metros, Gulf Watch, levou a Taça da Milha TBS em 1.600 metros e Costa Azzura fechou com chave de ouro garantindo para o turfe cearense o principal troféu da programação.

– As atenções dos titulares dos Stud’s T.A.M.E e Big Boss, estavam voltados para a disputa do 5º páreo em 1.300 metros. Estava em jogo o segundo e terceiro lugar do torneio melhores do ano categoria animais.  Os animais Impetrante e Gate Of Hell disputavam a segunda e terceira colocação do Torneio Melhores de 2021.

– Para conquistar a segunda colocação os titulares do Stud Big Boss teriam que torcer por uma vitória do animal Gate Off Hell, e torcer pelo fracasso de Impetrante.

– Impetrante venceu o 5º páreo e garantiu o segundo lugar no torneio melhores de 2021.

– Durante a programação do IX Grande Prêmio Sérgio Paiva, foi gravado o Clip de final de ano do JCPE, que contou com a participação da Direção do Jockey, Diretores, Proprietários, Profissionais, e frequentadores do Jockey. No Youtub, o vídeo chegou a 654 visualizações em uma semana de postado.

– No dia 21 de dezembro foi entregue as premiações aos vencedores do Torneio Melhores do Ano 2021. Os vencedores foram.

– O Jóquei Alan Maciel é único a vencer as três edições do torneio.

Proprietários – Haras Depiguá, Haras Cariri? Stud São José dos Bastiões, Stud Big Boss.

Jóqueis – Alan Maciel – Wesley Gomes – Willin P. Silva.

Jóquei Escolinha – Pedro Fernando – Matheus Oliveira – Antony Cardoso.

Treinadores – Ricardo Gomes – Marcio L. Maciel – Alexandre Magno.

Cavalariços – Júlio Cesar da Silva – André Felipe Bezerra – Jhonatan Willian.

Animais – First Champion – Impetrante – Gate Of Hell.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *