RESULTADOS DA PROGRAMAÇÃO MARIO FERMAN – 4º Páreo

Belíssima partida do 4 páreo
Belíssima partida do 4º páreo

Após uma boa partida os animais do 4º páreo saíram agrupadas para contornar a primeira curva do percurso de 1609 metros. Fazendo questão de tomar a ponta, Primogênito na altura dos 1300 metros já tomava conta da carreira seguido de perto Japuhyra(F.Benone). 

 Nos 1100 metros Road Manifest já brigava pelo segundo posto para então nos 800 finais dar uma “partida seca” e dominar o disputadíssimo páreo na entrada da reta e não perder mais. Jauhyra ficou na segunda posição e Primogênito em terceiro.

 O tempo foi de 105 segundos cravados e  o vencedor pagou um rateio de 3.60 e a dupla  R$.6.30

Esta foi a 4ª vitória consecutiva de Road Manifest (Our Emblem) do Stud Remar. Parabéns pelo treinamento e condução do animal.

Alegria estampada nos tradicionais e vitoriosos "Medeiros"
Alegria estampada nos Medeiros: turfistas tradicionais, respeitados e vitoriosos.

RESULTADOS DA PROGRAMAÇÃO MARIO FERMAN – 3º Páreo

Não foi 100% da Família Medeiros (perdeu com Gran Robusti no 1º páreo) mas foi uma vitória para ratificar a superioridade da potranca VISTA GROSSA(Wondertross) de criação do Haras Pirassununga e propriedade do Stud Fantástico. 

Dada a partida, Titio Hélio e  a égua Variety Love fizeram questão de tomar a ponta. O tordilho filho de Bonapartise tomou a dianteira e na entrada da reta mandava na carreira. Eis que surgiu como um foguete a alazã Vista Grossa “voando”por fora na altura dos 300 finais sob a fina tocada de M.Silva passou de passgem e tirou cerca de 6 corpos para o então segundo colocado Redentore, cabendo ao Titio Hélio a terceira posição. A égua arrematou os 1300 metros com o excelente tempo de 81,5 segundos, pagando para a ponta 2,20 e para a dupla 9,70. Vale ressaltar o belíssimo treinamento de J.Martins de competência indiscutível. Esta foi a segunda vitória convincente de Vista Grossa.

J.Martins, Renato Medeiros com familiares e amigos no "parque das flores" da Madalena
J.Martins, Renato Medeiros com familiares e amigos no "Parque das Flores" da Madalena

RESULTADOS DA PROGRAMAÇÃO MARIO FERMAN – 2º Páreo

No segundo páreo venceu Windrider do Stud BMM, com J.Silva, o “Babá” no seu dorso, ficando Ponto de Bala na formação da dupla. O tempo foi de 68.6s . O vencedor (4) pagou 1,80. e a dupla exata 2.40. Na corrida Ponto de Bala tomou a ponta como de costume seguido bem de perto por Windrider e afastados Petronilia e Ossoduroderoer. Nos 200 finais Windrider veio de passagem dominou Ponto de Bala e cruzou o disco com 2 corpos de vantagem.

J.Silva o "Babá" montando fino Windrider
J.Silva o "Babá" montando fino o robusto Windrider
 
W.L.Maciel, o "Bolinha", Fernando Maia e amigos recebem o troféu da vitória no segundo páreo
W.L.Maciel, o "Bolinha", Fernando Maia e amigos recebem o troféu da vitória no segundo páreo

RESULTADOS DA PROGRAMAÇÃO MARIO FERMAN – 1º Páreo

Alegria do Park e F.Benone "por fora" para cruzar o disco e vencer por cabeça

Alegria do Park e F.Benone "por fora" para cruzar o disco e vencer por cabeça

Marcio Cortez e Waldemir Miranda Neto representado a Coudelaria F.B.L. na foto da vitória: Alegria do Park e F.Benone
Marcio Cortez e Waldemir Miranda Neto representado a Coudelaria F.B.L. na foto da vitória
No retorno de F.Benone ao Hipódromo da Madalena pilotando Alegria do Park da Coudelaria F.B.L. o cearense cravou a segunda vitória seguida da formosa égua.
A vitória aconteceu nos metros finais “por cabeça” sobre Benito da Toca em 1100 metros com o tempo de 69,1 segundos. O vencedor pagou 1,90 e a dupla pagou 7,70
O treinamento é do vitorioso e competente treinador Isaias Ferreira.

VENHA PARA O JOCKEY

Foto: Alexandre
Foto: Alexandre  Severo

 

Logo mais  teremos as festividades do GP Mário Ferman que terá como prova principal o 7 º Páreo que será percorrido na distância de 2000 metros, fazendo parte de um Handicap diferenciado pela Comissão de Corridas do Jockey Club de Pernambuco. A programação se inicia às 13:30hs estendendo-se até às 17:00hs e será bastante movimentada com outros excelentes páreos de dispiutas acirradas.

 

O turfe é um raro esporte que proporciona emoções fantásticas que só um verdadeiro turfista pode explicar. Mas para se tornar um turfista, não necessariamente precisa ser um apostador ou começar apostando. Para ser um turfista basta começar gostando de cavalo, animal de beleza e atitude milenar.

Outros dizem, que o segredo do turfista está na farda que o piloto traz sobre o animal. Ali está a glória para alguns. Estampar as cores, insígnias, brazões, estrelas reflete algo dentro do íntimo de cada um. Para muitos o status de vencer, correr até a fotografia e se sentir consagrado perante aos demais é ser turfista. Para tantos outros, simplesmente o fato de ganhar a corrida é o reconhecimento de um trabalho com treinamento dedicado junto a uma equipe que começa com o cavalariço passando pelo treinador e jóquei e, finalmente, chegando ao proprietário do animal. Outros sentem-se turfistas acertando as marcações dos animais vencedores dos páreos. Nos tempos áureos ser turfista era ser nobre.

Mas independente do turfista, seja ele apostador ou não, seja ele apreciador das corridas de cavalos e porque não dos cavalos de corrida, é algo indescritível, algo emocionante.

Ser turfista em Recife, é como ser pernambucano.  

Uma vez turfista, sempre turfista. Domigo, venha para o Jockey, traga sua família!